Aliança Empreendedora carregando
Blog
Plataforma online desenvolvida com o apoio da Aliança Empreendedora propõe relações mais justas na base da cadeia de moda

Plataforma online desenvolvida com o apoio da Aliança Empreendedora propõe relações mais justas na base da cadeia de moda

Startup Alinha cadastra oficinas de costura de São Paulo e aproxima microempreendedores de varejistas. O objetivo é combater o trabalho análogo à escravidão.

No último mês de janeiro foi lançada oficialmente a plataforma online Alinha, um portal na internet destinado a donos de oficinas de costuras e varejistas de confecções, com o intuito de criar relações mais justas e igualitárias na base da cadeia de moda.

O projeto foi desenvolvido pelas empreendedoras Monyse Almeida e Dariele Santos, e é focado na aceleração de oficinas de costura e no aumento de sua visibilidade para o mercado. Seu objetivo principal é colaborar para a melhoria das condições de trabalho na cadeia da moda com foco no apoio ao empreendedorismo. Em 2014 a Startup foi vencedora do Desafio Social Good Brasil Lab, e com isso participou de um laboratório que ajuda a viabilizar projetos que usam as tecnologias e novas mídias para melhorar o mundo, além de receber um investimento semente.

Para Monyse Almeida, a plataforma propôs além de uma solução tecnológica, oportunidades de trocas de experiências e ideias para o desenvolvimento de ações que possam melhorar efetivamente as relações na cadeia da moda. “O processo foi incrível, muito rico e vital para alcançarmos o estágio que estamos hoje com a Alinha. O projeto uma Mensagem para a Liberdade tem premissas e atividades essenciais para impactar e fortalecer donos de oficinas e criar condições mais justas e dignas de trabalho.”

Após um cadastro inicial, preenchido online pela própria oficina de costura, o local receberá a visita de um agente Alinha que desenvolverá um plano de ação para oficina, identificando suas dificuldades e pontos fortes. Já varejistas que procuram por fornecedores de confecções poderão pesquisar serviços por meio da plataforma, adequando a busca à sua necessidade, e avaliando os resultados dos trabalhos desenvolvidos pelas oficinas. As oficinas de costura também irão avaliar os varejistas que estão pagando preços justos de mercado pelas peças e prazo de produção. Com isso a avaliação é mútua para assim reforçar relações mais justas de trabalho.

A Startup Alinha integra uma das frentes de atuação do projeto Uma Mensagem para a Liberdade, uma iniciativa da Aliança Empreendedora patrocinada pela Fundação Rockefeller, que tem o objetivo de combater o trabalho análogo à escravidão existente em oficinas de costuras de imigrantes na grande São Paulo.

O projeto propôs ações que combatessem esse tipo de situação, pensando em desenvolvimento dos microempreendedores imigrantes donos de oficina de costura, advocacy, e uma solução tecnológica para equilibrar as relações comerciais na base da cadeia de moda. A Aliança apoiou o desenvolvimento da plataforma Alinha por meio de suporte financeiro e mentoria.

Conheça mais sobre a Alinha e o projeto Uma Mensagem para a Liberdade.

Startup parceira do projeto “Uma mensagem para a liberdade” vence Social Good Brasil

Microempreendedores imigrantes apoiados pela Aliança apresentam suas ideias de negócios em busca de autonomia e da melhoria efetiva da cadeia têxtil em São Paulo capital

Comentários