Aliança Empreendedora carregando
Blog
Desafio Empreendedor Anhanguera chega ao fim com surpresas

Desafio Empreendedor Anhanguera chega ao fim com surpresas

A final do Desafio Empreendedor Anhanguera, realizada no dia 18 de novembro, não poderia ser descrita de outra forma que não “surpreendente”. Do evento que deveria ter laureado apenas três dos 20 finalistas, seis empreendedores saíram com prêmios nas mãos.

O primeiro lugar ficou com o manauara Marcelino Macedo Melo, autor do projeto Naveggar, uma loja online de passagens de transporte fluvial. O projeto chamou a atenção dos jurados não apenas por estar completo e em pleno funcionamento, mas também por beneficiar desde os viajantes até os proprietários de pequenas e médias embarcações. Melo, que é aluno de Educação a Distância da Anhanguera em Manaus, recebeu o prêmio no valor de R$ 10 mil e se declarou muito satisfeito com o resultado e com o evento. “A organização do evento foi extremamente de alto nível”, disse.

Omar Souza Filho, aluno da Anhanguera de Osasco, em São Paulo, apresentou um projeto de cocção de alimentos e resfriamento rápido chamado Sous Vide & Cook Chill. O empreendedor ficou com o segundo lugar e o prêmio de R$ 6 mil. Souza Filho aproveitou sua apresentação para mostrar o equipamento e servir aos jurados um prato, preparado na hora.

Ao agradecer pelo prêmio, Souza Filho aproveitou para falar sobre a experiência de participar do Desafio: “Foi uma experiência muito boa que me mostrou outras maneiras de me organizar e de raciocinar. As oficinas on-line são muito proveitosas e dinâmicas. Vocês me incentivaram ainda mais e me fizeram acreditar que é possível!”.

No terceiro lugar, a primeira surpresa: ao invés de um, os jurados escolheram dois ganhadores e optaram por não dividir o prêmio de R$ 4 mil entre eles, mas, sim, por premiar cada um com o valor integral do terceiro lugar. Os vencedores foram Aritana Carneiro Monteiro de Brito, aluno da Anhanguera de Campo Grande (MS) e empreendedor da Infokad Soluções Tecnológicas, e Dario Anastácio, aluno da Anhanguera de São José dos Campos (SP) e empreendedor da Powerblade Soluções em TI. O empate técnico foi resultado não apenas da qualidade dos projetos, mas também do espírito empreendedor dos proponentes de cada um deles.

A outra surpresa da noite foi a inclusão de um prêmio de Menção Honrosa, que garantiu um tablet para a autora do projeto Realizzazioni Assessoria e Cerimonial, Camila Sales Nascimento, da Anhanguera de Limeira (SP), e para o autor do Mãotemática, Cristiano Donato, aluno da Universidade Anhanguera de São Paulo.

Com três meses de duração, o Desafio Empreendedor Anhanguera avaliou mais de mil inscrições e selecionou 20 para irem à banca final. Dentre eles há pelo menos um representante de cada região do país. Antes de participarem da última etapa do Desafio, os selecionados participaram de oito encontros para trabalhar habilidades empreendedoras e de gestão. Entre os temas trabalhados no treinamento estão a aplicação da teoria Effectuation, concorrência, negociação e vendas, precificação e parcerias. A banca da jurados do final do Desafio era formada por Frederico Brito e Abreu, Américo Matiello e Carlos Henrique Pegurier, da Kroton Educacional; Renata Chilvarquer, da Endeavor; e Tatiane Lobato e Cristina Filizzola, representando a Aliança Empreendedora. Além dos prêmios em dinheiro, os ganhadores receberam o acervo completo de cursos da Endeavor.

Anhanguera2

Saiba mais sobre os ganhadores do Desafio Empreendedor Anhanguera
Empreendedor: Marcelino Macêdo Melo
Empreendimento: Naveggar informações e Passagens
Serviço: Venda passagens máritimas, Pacotes de Passagens com Hospedagem, Passeios Turísticos Regionais, Franquia do Sistema para agências e embarcações
Região: Norte (Manaus – AM)
Formação: Marketing – 4º semestre
Momento Eureka: Hoje em dia moro na capital do amazonas mais sou filho do interior e a mais de 15 anos eu trabalho com tecnologia criando e desenvolvendo sites para empresas e órgãos públicos e pelo menos uma vez no ano volto a minha cidade natal onde o acesso é feito ou de avião ou por barco. E no começo deste ano resolvi colocar em prática a ideia de vender passagens de barco via internet pois hoje a única maneria de comprar passagens e se a pessoa se deslocar ao porto da cidade com isso gerando desconforto e até custo de deslocamento. É uma ideia é boa pois nenhuma agência ou embarcação tem um sistema se venda de passagens digital seja local ou online isso tudo funciona de maneira manual tanto a emissão de passagens quanto o controle de passageiros. Esse projeto é uma ponto do iceberg que se pode: Fomentar o setor turístico regional, desenvolvendo constantemente ferramentas, produtos e serviços de qualidade e referência no mercado. Isso é só a ponta do iceberg tem mais…
Mais informações:www.naveggar.com

Empreendedor: Omar de Souza Filho
Empreendimento: Sous Vide & Cook Chill – Alimentação prática e saudável
Serviço: Comércio de alimentos cozidos à vapor, embalados à vácuo; capacitação de profissionais às técnicas de preparo e conservação de alimentos
Região:
Sudeste (Osasco – SP)
Formação: Nutrição – 2º semestre
Momento Eureka: Comprei um restaurante e o vendi em 2002, após a venda fui trabalhar na hotelaria como cozinheiro, iniciei como segundo cozinheiro e após 10 anos e meio aproximadamente me desliguei da empresa no cargo de sub-chefe executivo. Durante esse período na hotelaria, me formei técnico em nutrição, fiz cursos no Senai na área de segurança alimentar APPCC, viajei para Inglaterra, Argentina e Espanha, obtive muito conhecimento e vivenciei novas experiencias, o momento em que tive a ideia de negócio foi quando passei o meu sétimo Réveillon trabalhando consecutivamente sem a minha família (a hotelaria consome de mais a nossa vida) e pensei na produção de alimentos, utilizando toda a minha experiencia e capacidade. Os fatores fundamentais que decidi empreender foi a vontade de ter um trabalho próprio e poder oferecer as pessoas uma alimentação mais adequada e saudável, buscando contribuir para a saúde pública e colaborar com a sociedade.

Empreendedor: Dario Anastácio Júnior
Empreendimento: Powerblade Soluções em TI – Manutenção e fornecimento de equipamentos geradores de energia
Serviço: Comércio e serviços de equipamentos de condicionamento de energia (No-Breaks)
Região: Sudeste (São José dos Campos – SP)
Formação: MBA Gestão Estratégia de Negócios – Último semestre
Momento Eureka: Sempre tive vontade de Empreender, acredito que por ver na infância de exemplos de família minha Mãe trabalhava por conta. Comecei a empreender por volta dos 16 anos. Cursei o SENAI na área de Reparador de equipamentos de eletrônica e adquiri uma loja de serviços de assistência técnica em rádio e TV. Nesta época, fui emancipado para poder gerir o Negocio. Porém, com a pouca experiência e falta de preparo, o negócio não deu certo.Com a minha vontade de empreender. Observei que na região do Vale do Paraíba não existia empresa de assistência técnica de Nobreak (empresa do ramo em que eu estava trabalhando na época). Em contato com a diretoria da fábrica onde trabalhava, acertei uma parceria na região como representante e assistência técnica da marca. Iniciei meu empreendimento como: “Assistência técnica de Nobreaks e estabilizadores”. Foram 10 anos aproximados neste ramo e depois, por ocasião da demanda na época, migrei para a construção civil.
Mais informações: http://www.powerblade.com.br/

Empreendedor: Aritana Carneiro Monteiro De Brito
Empreendimento: INFOKAD SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS
Serviço: Software de Automação comercial, Manutenção em redes e computadores, venda de computadores e acessórios para Automação Comercial
Região: Centro Oeste (Campo Grande – MS)
Formação: Administração
Momento Eureka: Tudo se iniciou em 2009, apos a conclusão do curso técnico em informática. Fui contrato pela moura informática, como suporte júnior de Automação Comercial. Com meu destaque na empresa, em um ano recebi uma proposta do diretor, para abrir uma filial em Campo Grande – MS, no mesmo foi estipulado um meta a ser atingida em um ano, no qual com muita dificuldade e esforço atingi em 6 meses. Apos cinco anos adquirindo conhecimento na área de automação comercial comecei a sentir uma carência na área Automação Comercial. Verifiquei que a grande dificuldade era os clientes que enfrentavam! por não saberem muito de Informática, cada problema que aparece ela não sabe para quem ligar. Liga para responsável por redes? ou para o Suporte do Software? Assim tive a ideia de fazer tudo em uma estrutura só.
Conheça mais através dos contatosM: http://www.infokad.com.br/

Empreendedor: Camila Sales do Nascimento
Empreendimento: Realizzazioni Assessoria e Cerimonial
Serviço: Assessoria e cerimonial para eventos (Casamento e Debutante)
Região: Sudeste (Limeira – SP)
Formação: Pedagogia, 7º período
Momento Eureka: Desde o início da adolescência eu amei esta profissão, mesmo sem saber o nome exato, devido a leitura do livro: “Jogo Do Namoro” da Danielle Steel, alguns anos depois conheci uma amiga que trabalhava nesta área, e no final do ano de 2008 surgiu uma oportunidade para que eu iniciasse na área sendo assistente da melhor assessora e cerimonialista de minha cidade, trabalhávamos quase todos os finais de semana, o negócio dela expandiu e com esta expansão ela deu início a seleção de público, deixando-nos assim de folga. Com sua permissão eu organizava a pedido de donas de floriculturas a parte de cerimônia da igreja de casamentos mais simples, logo as pessoas começaram a rotular essas recepções como dela e ela preferiu não me chamar mais (janeiro de 2013). Eu senti muito a falta de tudo, e uma amiga vendo minha paixão por todo esse universo, assim como as qualidades que a profissão pedia criou um perfil com o nome da empresa e iniciamos a partir daí.
Mais informações: Página da Realizzazioni Assessoria e Cerimonial no Facebook

Empreendedor: Cristiano Campos Donado
Empreendimento: Mãotemática
Serviço: Modelo de ensino de matemática para pessoas surdas e com deficiência auditiva
Região: Sudeste (Juiz de Fora – MG)
Formação: Mestrado em Matemática, 2º período
Momento Eureka: O cenário atual em relação ao ensino de Matemática para surdos em Língua Brasileira de Sinais-LIBRAS – é precário devido à falta de educadores matemáticos bilíngues (Língua Portuguesa/Libras). Consequentemente, os surdos são excluídos linguisticamente do processo de ensino e aprendizagem da Matemática. Diante disso, surge a ideia de negócio, intitulado Mãotemática, que tem como objetivo principal a democratização do conhecimento matemático através da Língua Brasileira de Sinais. Os fatores fundamentais são: formação acadêmica, fluência na Libras, imersão cultural na comunidade surda e aspectos metodológicos visuais nos vídeos e cursos presenciais dos dois idealizadores do negócio.
Mais informações: Facebook e Youtube

Comentários