Aliança Empreendedora carregando
Blog
Projeto Costurando o Futuro chega ao sudoeste do Paraná e pretende apoiar 200 costureiras e costureiros até junho deste ano

Projeto Costurando o Futuro chega ao sudoeste do Paraná e pretende apoiar 200 costureiras e costureiros até junho deste ano

O projeto é realizado pelo Governo do Estado do Paraná, Volkswagen e Aliança Empreendedora, em parceria com a Academia Burda e Badu Design

O Costurando o Futuro chegou com tudo no sudoeste do Paraná! O projeto atende 10 cidades na região de Francisco Beltrão com a capacitação “Formação em corte e costura, empreendedorismo e design artesanal“: são 90h de corte e costura ministrados pela Burda, aplicação da Jornada Empreendedora Vai que Dá, ciclo iniciantes e uma capacitação exclusiva em desenvolvimento de produtos com a Badu Design. As cidades selecionadas são as dez integrantes do Programa Família Paranaense do Governo do Estado: Ampére, Boa Esperança do Iguaçu, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Pérola d’Oeste, Pranchita, Salgado Filho, Santa Izabel do Oeste e Santo Antônio do Sudoeste.

Francisco beltrão 3

Cerca de mil pessoas se inscreveram e passaram pelo processo seletivo para que chegasse às 200 participantes. As aulas de costura que tiveram início na última semana de janeiro, são ministradas por profissionais locais da área da costura capacitadas pela metodologia da Academia Burda e contam com o apoio do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e prefeituras locais.

Maria Fátima Alves Belo, aluna da turma da tarde em Santa Izabel do Oeste, conta que não sabia costurar e que com o curso passou a produzir suas próprias roupas. “Foi a melhor coisa que me aconteceu! Minha mãe recebeu a notícia como se fosse ela quem fosse fazer o curso e ficou muito feliz porque ela costura à mão. Mas ela me fez acreditar em meu potencial, e fala que mudei da água para o vinho desde que comecei o curso. Quero muito continuar o que estou aprendendo, conversar com pessoas e pedir ajuda no que ainda não sei. Estou muito empolgada e com muitos sonhos em minha cabeça”, comenta a aluna.

francisco beltrao 4

Depois das aulas de corte e costura a equipe da Aliança Empreendedora entra em cena com a Jornada Empreendedora, trazendo de forma clara e prática, ferramentas que permitem o desenvolvimento dos seus negócios a partir de suas competências empreendedoras, conhecimentos, recursos e rede de contatos. A última etapa conta com a equipe da Badu Design, que trará como tema principal o design artesanal. A proposta é que sejam aulas objetivas e que desenvolvam a criatividade, tornando fácil o processo de prototipagem dos produtos que as participantes irão desenvolver.

Com o objetivo de que as empreendedoras sejam reconhecidas e se sintam motivadas, todas terão a oportunidade de participar do Meu Negócio é Costura, concurso que irá reconhecer as costureiras que mais se destacarem pelas suas ideias e produtos desenvolvidos, com maquinário e insumos para desenvolver o seu negócio.

Francisco Beltrao2

E ao final do projeto, as costureiras poderão participar de rodadas de mentoria com outros empreendedores, onde serão compartilhados experiências e conhecimentos e terão acesso à linha de financiamento da Fomento Paraná para acessar crédito para investimento inicial. Com esse ciclo de formações, intervenções e acessos, o Costurando o Futuro tem como propósito oferecer às participantes o necessário para fazer nascer novos negócios, oportunidades de renda e desenvolvimento local. Para fortalecer o ecossistema empreendedor poderão participar também dos encontros de integração da rede de costureiras do Costurando o Futuro Paraná, que já conta com aproximadamente 40 empreendedoras de diferentes regiões da grande Curitiba.

Sobre o Costurando o Futuro

Desde 2009 o Costurando o Futuro atua no fortalecimento de empreendimentos individuais e grupos produtivos relacionados à costura. Através de capacitações técnicas e o desenvolvimento de competências e habilidades empreendedoras, as participantes são estimuladas a mudar seu futuro.

Visando a sustentabilidade e a redução de impactos ambientais a Volkswagen doa resíduos têxteis como bancos de carros, cintos de segurança, uniformes usados por funcionários e outros materiais que seriam descartados para que sejam transformados em novos produtos como necessaires, bolsas, mochilas, aventais, e muitos outros. Cada metro de tecido transformado pelas costureiras gera de R$10 a R$100 de renda.

A parceria entre a Volkswagen do Brasil e a Aliança Empreendedora, que conta com o acompanhamento técnico da Fundação Volkswagen e o apoio do Governo do Estado do Paraná, tem chegado a resultados cada vez mais inspiradores desde o início de 2017. O lançamento desta nova fase do projeto é muito motivador para equipe, pois chega às 10 cidades prioritárias do Programa Família Paranaense na região de Francisco Beltrão, uma iniciativa que pode atingir ainda mais pessoas que podem encontrar em si mesmas e no seu entorno, motivos para acreditar que todos podem empreender.

Comentários