Aliança Empreendedora carregando
Blog
Governo do Rio Grande do Sul estuda expansão de microcrédito

Governo do Rio Grande do Sul estuda expansão de microcrédito

*Veja esta matéria no site da Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul

Para compartilhar experiências na área de microcrédito desenvolvidas em outros Estados, ocorreu nesta segunda-feira (22), o Workshop Microcrédito. Durante o evento, promovido pelo governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social (SJDS), em parceria com a CaixaRS, o secretário Fernando Schüler anunciou que o governo do Estado estuda lançar o edital na área de microcrédito, seguindo o marco legal das Organizações da Sociedade Civil de Direito Público (Oscips).

Para Schüler, o acesso ao microcrédito é um tema da sociedade civil e o workshop possibilita conhecer e compartilhar experiências na área. “Temos um desafio hoje no Estado, de tornar o crédito acessível à população com custo baixo, sem burocracia e com uma rede de agentes de crédito identificada com as comunidades. Esta oferta será fundamental na estratégia gaúcha de combate à pobreza.” O diretor de Desenvolvimento e Marketing da CaixaRS, Edemar Tutikian, destacou a importância do evento: “este workshop pode ser um norte para a operação de microcrédito no Estado.”

O diretor executivo da Aliança Empreendedora, Rodrigo Brito, expôs o trabalho desenvolvido no Paraná. “É importante saber que apenas o microcrédito não tira a pessoa da pobreza, tem que haver formação e transmissão de conhecimento para que a população saiba utilizar os recursos, adotando uma postura técnica não assistencialista”, afirmou Brito. A entidade desenvolve estratégias de

Fotógrafo: Silvio Williams

inclusão e desenvolvimento econômico e social. O diretor executivo do Banco do Povo Paulista, Antônio Mendonça, explicou como funciona o serviço de microcrédito no Estado de São Paulo: “atendemos hoje mais de quatro mil municípios em parceria com as prefeituras, com linhas de crédito de R$200 a R$7.500.” Mendonça falou ainda que em 11 anos a instituição já disponibilizou mais R$640 milhões para cerca de 200 mil pessoas.

O vice-presidente do São Paulo Confia, Hugo Duarte, explicou como a instituição, que é uma Oscip, disponibiliza crédito na capital paulista: “hoje nossa principal função é difundir o microcrédito para que a população desenvolva fontes de renda. Nossa equipe técnica é qualificada para acompanhar todo o processo, desde a solicitação dos recursos até os resultados obtidos.” Duarte salientou a importância do trabalho do agente de crédito que deve estar inserido na comunidade, explicando como funciona o Microcrédito Produtivo Orientado.

Participaram do evento, que aconteceu na sede na Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), gestores das instituições especializadas em microcrédito, cooperativas, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), Sociedade de Crédito ao Microempreendedor (SCM), e Sociedades garantidoras de microcrédito.

Comentários