Aliança Empreendedora carregando
Blog
arquivo
Começam os repasses da metodologia aos catadores de materiais recicláveis beneficiados pelo projeto Reciclagem Inclusiva

Começam os repasses da metodologia aos catadores de materiais recicláveis beneficiados pelo projeto Reciclagem Inclusiva

Associados da ARCA - Associação de Recicladores e Catadores de Esteio - RS, durante a Oficina do Futuro.

Entre os dias 15 e 27 de agosto foram realizados os Marcos Zero e as Oficinas do Futuro em quase todas as organizações apoiadas pelo projeto Reciclagem Inclusiva. Estiveram presentes em todas as aplicações do Marco Zero: Aliança, a organização aliada e representantes da Gerdau local. No Marco Zero além da explicação sobre o projeto, de como se dará o apoio e qual foi o resultado do diagnóstico, os grupos puderam celebraram o início do projeto com um coffee break oferecido pela Gerdau local.

A equipe se dividiu para que fossem realizadas as atividades na mesma semana em diversas organizações: Pró – Recife em Recife-PE, Cooper Rio Oeste no Rio de Janeiro-RJ, Cooper Vira Lata em São Paulo-SP, Moreira César Recicla em Pindaminhangaba-SP, ASCADI (Associação dos Catadores de Divinópolis) em Divinópolis-MG, ASERBAC (Associação dos Catadores de Barão dos Cocais) em Barão dos Cocais-MG, Reciclar Araucária em Araucária-PR, ARC (Associação dos Recicladores de Charqueadas) em Charqueadas-RS e ARCA (Associação de Recicladores e Catadores de Esteio) em Esteio-RS.

Com a Oficina do Futuro, os grupos e organizações aliadas desenvolveram seu planos de ação, e nele o calendário das próximas etapas do projeto, como as qualificações dos Programas: Dia do Catador – voltado a todos os associados e cooperados, que dedicam-se uma vez por semana para serem capacitados em produção, comercialização e principalmente gestão; Catalíder – programa de capacitação voltado a diretoria, conselho fiscal e interessados. Agora os grupos e as organziações aliadas irão trabalhar em conjunto para que a metodologia Caminhos da Reciclagem traga resultados e melhorias nos processos de gestão, produção e comercialização desses grupos.

Durante o Marco Zero e a Oficina do Futuro, os grupos puderam entender melhor como se dará o apoio e quais as metas que deverão ser alcançadas para que eles mudem de nível no diagnóstico realizado nos meses de março e abril deste ano.

Comentários