Aliança Empreendedora carregando
Blog
A Aliança Empreendedora se redesenhou em 2011 e começa 2012 com nova estrutura e novos desafios

A Aliança Empreendedora se redesenhou em 2011 e começa 2012 com nova estrutura e novos desafios

Da esquerda para a direita, o time de diretores da Aliança Empreendedora: Lina, Rodrigo, Alexandra, Helena, Caroline, Fernanda, Sabrina e Luísa.

Como muitos de vocês já sabem, 2011 foi um ano de grande importância para a Aliança Empreendedora e para a causa do microempreendedorismo no Brasil.

Cenário brasileiro

Nosso país atingiu a marca de 1 milhão de microempreendedores individuais formalizados apenas em 2011, foi lançado o Programa Crescer de Microcrédito Produtivo Orientado, reduzindo juros de 60% para 8% ao ano para o empreendedor nessa modalidade e o Sebrae iniciou atuação com foco em microempreendedores beneficiados pelo Bolsa Família. Além disso, o Governo Federal lançou o programa Brasil Sem Miséria e aprovou com unanimidade leis que ampliam limites e facilitam as regras para empresas que se enquadram no Supersimples e Microempreendedor Individual.

É crescente o otimismo em empreender no Brasil. 50% dos universitários querem ser empreendedores após se formarem e, em geral, tivemos um aumento de 25% na chamada “taxa de atividade em estágio inicial” em relação à 2010, ou seja, mais pessoas estão tomando a iniciativa de seguir a carreira empreendedora.

2011 para a Aliança Empreendedora

Para a Aliança Empreendedora também foi um ano histórico. Foi o ano em que batemos a marca de 6 mil microempreendedores diretamente apoiados pela organização, além de ser o ano em que novos projetos e parcerias com empresas como Natura, Gerdau e Danone foram realizadas, apoiando jovens e mulheres empreendedoras, organizações de catadores e microempreendedores em dezenas de cidades brasileiras.

Também foi 2011 o ano de lançamento do 1º Prêmio Aliança de Empreendedorismo Comunitário (www.premioalianca.org.br) que contou com mais de 150 inscrições dos 27 estados brasileiros e mais de 100 matérias em mídia nacional.

Finalmente, foi em 2011 que a Aliança Empreendedora pôde inspirar a 50 milhões de brasileiros através da parceria com o programa “Caldeirão do Huck” da Rede Globo no quadro de empreendedorismo “Mandando Bem”.

Motivada por essas conquistas e mudanças e consciente da série de desafios que ainda enfrentamos em nossa causa e organização, e ainda mais empolgada para ampliar impacto fazendo mais e melhor pela inclusão empreendedora no Brasil, a Aliança Empreendedora também mudou!

Ao longo de todo o ano de 2011, podemos dizer que nos reinventamos, ou, como falamos internamente, nos ReDesenhamos! De novo!

Como éramos

Em 2009, ano de nosso 1º ReDesenho onde contamos com o apoio da McKinsey e da Ashoka, definimos o modelo de que cada “Acesso” deveria ampliar impacto, atuar nacionalmente e ser auto sustentável, culminando na estratégia de formar uma rede de organizações aliadas no Brasil, no crescimento da área de serviços e metodologia, na expansão da Solidarium (www.solidarium.com.br) como negócio social, assim como no lançamento da Impulso (www.impulso.org.br) como organização e portal de acesso a  microcrédito via crowdfunding para microempreendedores.

Com essa estratégia a Aliança saltou de 1.326 para 6.000 microempreendedores diretamente apoiados, recebeu uma série de prêmios e reconhecimentos, formou uma rede de 26 organizações aliadas em 12 estados brasileiros, mobilizou 250.000 pessoas e mais de 900 anjos investidores sociais pelo Portal da Impulso (www.impulso.org.br), criou seu 1º programa de ensino à distância para microempreendedores, e abriu canais de vendas em redes como Wal Mart, Renner e Tok&Stok através da Solidarium – que lançou em 2010 o E-Solidário, um e-commerce com mais de 400 produtos de microempreendedores em parceria com o Wal Mart (http://www.walmart.com.br/Vitrine/E-Solidario/Home.aspx).

Desafios

Com tudo isso acontecendo e as mudanças que vemos no Brasil e no mundo, começamos 2011 com as seguintes perguntas:

  • Como ampliar ainda mais o impacto da organização sem a necessidade de ampliar a estrutura e custos da Aliança?
  • Como dar conta deste crescimento sem perder a gestão, a qualidade e o impacto das ações e projetos?
  • Como criar oportunidades de impacto e atuar nesse novo cenário de um Brasil que se desenvolve em meio a uma crise internacional?
  • Como atrair, desenvolver e reter mais talentos, clientes e parceiros para a organização?

Essas perguntas nortearam um processo de 9 meses que desenhou e redesenhou o “sistema” Aliança Empreendedora, seus stakeholders e fluxos de entradas, processos e saídas.

Nova Aliança Empreendedora

Com isso, algumas mudanças importantes foram definidas e a própria estrutura organizacional também mudou. Abaixo listamos as principais definições e mudanças na estratégia e modelo de atuação e impacto da Aliança Empreendedora:

1 – Definimos que a maior força, diferencial e contribuição da Aliança Empreendedora para impactar em sua causa está no conhecimento e experiência acumulada de trabalho de fomento e apoio ao empreendedorismo de baixa renda.

2 – Vimos que, além do impacto direto causado pelas ações e projetos da Aliança, geramos também um grande “impacto de influência” que inspira e educa pessoas, empresas, governos, ONGs e universidades a atuar de uma forma mais efetiva nas causas do empreendedorismo de baixa renda e negócios inclusivos. Além disso, com a visibilidade da Aliança Empreendedora, um número cada vez maior de microempreendedores e organizações de todos os cantos do país passou a entrar em contato e buscar apoio e orientação. Com isso definimos que “disseminar conhecimento”, “ampliar redes” e “influenciar pessoas e organizações” são estratégias chave para realizarmos nossa missão.

3 – Ao invés de atuar apenas através da Impulso e Solidarium para oferecer os Acessos a Mercado e Crédito para os microempreendedores, iremos ampliar e formar uma “Rede de Aliados de Acesso”, ou seja, um maior número de parcerias e alianças formadas com organizações de microcrédito, comércio justo e acesso a mercado de todo o Brasil.

4 – Relacionada à definição anterior e ao cenário de aumento de organizações, programas e opções de microcrédito no Brasil, decidiu-se que a Impulso não mais seria uma organização, mas sim um Portal e ferramenta de crowdfunding para investir não apenas nos negócios dos microempreendedores como também em ações e projetos de fomento e apoio a empreendedores realizados pela rede de organizações aliadas e por outras organizações de todo o Brasil através de um processo de inscrição e curadoria.

5 – Pelo crescimento e fortalecimento institucional da Solidarium no cenário nacional e internacional, e tendo em vista sua relevância para os contextos de negócios sociais e comércio justo, definimos que era o momento de desincubá-la da sede física da Aliança Empreendedora. A Solidarium continua como uma das principais parceiras para viabilizar Acesso à Mercados aos microempreendedores apoiados, mas agora é independente da Aliança Empreendedora, que continua sendo sócia e participando de seu Conselho.

6 – Tendo definido que conhecimento, experiência, redes e influência são os maiores ativos e drivers de impacto da Aliança Empreendedora, nossa forma de atuação passa a ser um centro de referência em soluções e inovação para a inclusão empreendedora, que atua através da prestação de serviços e realização de projetos para empresas, governos e ONGs de todo o Brasil contribuindo para uma melhor concepção, implantação e desenvolvimento de programas de empreendedorismo de baixa renda e modelos de negócios inclusivos que tenham alto potencial de impacto positivo na sociedade.

7 – Para dar conta de fazer com que todas essas mudanças aconteçam e se transformem em resultados positivos nos próximos anos, temos de contar um uma equipe motivada e capacitada em uma estrutura interna que viabilize essa transformação. Para isso todas as áreas da organização foram repensadas e uma nova estrutura emergiu. Além disso, no final de 2011 foram realizadas eleições para compor cada uma das diretorias destas áreas.

Com isso, apresentamos abaixo as 7 novas áreas da Aliança Empreendedora, das quais 6 contam com mulheres na diretoria, além da descrição formal, lá vão algumas curiosidades sobre nossos diretores:

Lina Maria Useche Jaramillo
Diretora Executiva
Administradora, pós graduada em Direito do Terceiro Setor e co- fundadora da Aliança Empreendedora e do Portal Impulso, é   fellowship da YouthActionNet 2010, e também vocal de uma banda de blues!

Rodrigo de Méllo Brito Silva
Diretor de Parcerias e Oportunidades de Impacto
Administrador, empreendedor social reconhecido pela Ashoka, AVINA e Fórum Econômico Mundial. É co-fundador e antigo Diretor Executivo da Aliança Empreendedora, também é viciado em livros e ama seu Xbox!

Alexandra Meira
Diretora de Projetos, Excelência e Impacto

Economista, mestra em Administração, gestora de projetos certificada pelo PMD Pro1 e faz parte da equipe da Aliança Empreendedora desde 2008, ela vem para a Aliança de bike e quer ter 10 filhos!

Caroline Maria Appel
Diretora de Gestão do Conhecimento
Turismóloga, pós graduada em dinâmica de grupos, possui MBA em gestão empresarial e  faz parte da aquipe da Aliança Empreendedora desde 2006, também toca violino violão, teclado e já mochilou na Bolívia, no Peru e na Europa!

Helena Casanovas Vieira
Diretora de Desenvolvimento de Pessoas e Equipes
Administradora, pós graduada em dinâmicas de grupos e co-fundadora da Aliança Empreendedora, é a mais nova mamãe da Aliança Empreendedora, o Heitor nasceu dia 07 de outubro de 2011!

Fernanda Alves de Castro Milani Voigt
Diretora de Finanças e Operações
Contabilista, faz parte da equipe da Aliança Empreendedora desde 2010,
e também é apaixonada pelas suas lindas cadelinhas Lucy e Velma!

Sabrina Leme
Diretora de Redes
Internacionalista e graduanda em Sociologia, faz parte da equipe da Aliança Empreendedora desde 2010, também já foi hippie e teve uma kombi colorida!

Luísa Bonin
Diretora de Comunicação
Graduanda em Relações Públicas, faz parte da equipe da Aliança Empreendedora desde 2011,
também é atriz desde seus 14 anos e é sommelier profissional!

Comentários