Quando escutamos a palavra “empreendedor”, quais são as imagens que vem à sua mente? Quais pessoas aparecem na sua memória? Tenho certeza que, para a maioria das pessoas, as imagens que vêm à mente são grandes empresários, sejam eles brasileiros ou estrangeiros, como Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Jorge Paulo Leman, Silvio Santos, entre outros. Mas você sabia que 99% das empresas no Brasil são micro e pequenas? E que mais da metade são lideradas por mulheres? Isso significa que o empreendedorismo no Brasil é realmente composto por milhões de micro e pequenos empreendedores e empreendedoras que batalham todos os dias para desenvolver seus negócios, e assim geram renda e empregos. O papel dos microempreendedores é fundamental para a economia do nosso país.

Mas não é só de imagens que vive nossa mente. Quando falamos de empreendedorismo, também nos deparamos com alguns mitos. Infelizmente muitas pessoas ainda acreditam que para empreender tem que nascer com certas habilidades, ou que é preciso ter muito dinheiro ou um diploma em administração. Porém nada disso é verdade, pois além de termos milhões de exemplos de empreendedores que iniciaram sem recurso, sem formação e tiveram que ralar para desenvolver suas habilidades, já foi comprovado cientificamente que todos podem empreender.

#O Effectuation

Em 2012, a Dra. Saras Sarasvathy, da Universidade da Virginia, nos Estados Unidos, realizou um estudo que chegou à conclusão que para ser um empreendedor de sucesso é preciso desenvolver e fortalecer 3 pilares essenciais: Quem sou, O que sei e Quem conheço. Ou seja, é preciso ter clareza sobre quem somos, quais são nossas paixões, anseios, sonhos e talentos. É essencial também iniciar por aquilo que já sabemos, com os conhecimentos que já temos e, finalmente, ativar a nossa rede de contatos e fazê-la crescer. Afinal de contas, é dela que virão nossos primeiros clientes, parceiros, fornecedores e promotores.

Desse estudo nasceu uma teoria chamada “Effectuation” ou Empreendedorismo de Efeito, que defende que um empreendedor expert inicia seu negócio a partir do que ele tem, juntando suas habilidades, conhecimentos, os recursos que tem à disposição e sua rede de contatos.

Portanto, empreender não depende de quanto dinheiro temos na conta, muito menos de quantos diplomas temos na gaveta ou pendurados na parede, empreender é uma atitude e uma decisão de lutar e não desistir na primeira dificuldade. Empreender é acreditar que temos tudo o que precisamos para começar, e que cada passo que damos são lições e aprendizados para continuar crescendo e nos desenvolvendo como empreendedores. Acredite, empreender, é só começar!

Quer saber como começar a empreender?

Acesse gratuitamente a videoaula “Como começar a empreender” no Tamo Junto.

Texto de Lina Useche.

Conteúdo já postado no Blog Caixa Crescer.