Aliança Empreendedora carregando
Blog
Uma semana de capacitação: saiba como foi o encontro dos projetos apoiados pelo Pense Grande Incubação

Uma semana de capacitação: saiba como foi o encontro dos projetos apoiados pelo Pense Grande Incubação

Durante cinco dias do mês de agosto, 32 pessoas que representam  diferentes negócios de impacto social estiveram reunidos no Espaço Arco Íris, em São Paulo, na imersão do programa Pense Grande Incubação.

O programa é uma iniciativa da Fundação Telefônica Vivo com parceria da Aliança Empreendedora, que tem o objetivo de apoiar jovens empreendedores que tenham o intuito de solucionar problemas sociais em suas comunidades, como o caso de Melania Mercedes Pires dos Santos, 30 anos. Ela é a representante do ‘Deu Obra’, uma empresa de impacto social que pretende promover reformas residenciais, com preços acessíveis e condições facilitadas de parcelamento. “Nosso maior objetivo é gerar oportunidades de serviço e independência financeira para quem trabalha conosco. Nossas reformas residencias devem gerar renda, oportunidades e qualificação aos desempregados do setor da construção civil.” completa.

deu obraMelania Mercedes e seu sócio, Carlos Henrique

A imersão é uma das estratégias utilizadas dentro do processo de apoio de empreendedores Pense Grande Incubação. “O principal foco é trabalhar competências e comportamentos empreendedores, a imersão é um momento que a gente reúne empreendedores de todos os negócios em um mesmo lugar por alguns dias para um processo de capacitação aprofundado” explica Marina Egg, coordenadora do projeto na Aliança Empreendedora. Esta é a quinta edição da Incubação  sendo que atualmente o programa se expandiu para todas as capitais e regiões metropolitanas, totalizando 30 empreendimentos selecionados. Até 2018 o programa abria inscrições para cidades específicas e selecionava apenas 15 projetos.

Durante a imersão se espera que os empreendedores percebam a importância da troca e de fortalecimento da rede, “eles aprendem uns com os outros, coisas que à distância são muito mais difíceis.  Já nós, aproveitamos o espaço também para colocá-los em contato com outros empreendedores, para gerar momentos de inspiração”, conta Marina. Nesta edição foram convidados três empreendedores para um espaço de fala especial: Tony Marlon, que foi junto com sua equipe do  Embarque no Direito, um jornal da periferia da zona sul de São Paulo; Ana Carolina Martins, diretora do documentário Visionários da Quebrada; e Bruno Buani do SP Francófona, um espaço cultural Francófona e ensino de língua francesa. Durante esse espaço de fala os empreendedores convidados contam um pouco sobre suas trajetórias, quais experiências acumularam a partir de seus empreendimentos, de modo que os participantes consigam trocar experiências com quem já empreende há um tempo.

Para a Luci Vieira, assessora de empreendimentos da Aliança Empreendedora e que acompanha os empreendimentos apoiados, essa troca é essencial. “A importância desses espaços se dá pela construção coletiva a partir das trocas entre os empreendedores e por tantos profissionais que compartilham seus conhecimentos. Para mim é a forma mais pura de unir forças e viabilizar acesso a conhecimento, recursos e rede.

Nell Araújo, 31 anos, foi o representante do Teatro Escola, uma escola artística destinada aos estudos da cultura afro brasileira indígena que trabalha no processo de autonomia e educação em Salvador-BA. Ele conta como o aprendizado está sendo enriquecedor. “Para mim, o Pense Grande está sendo uma experiência formidável para eu entender o processo de gestão, hoje eu tenho uma noção muito mais ampliada de como fazer uma gestão autossustentável do negócio”.

Outra mudança em relação as últimas edições do Pense Grande Incubação para essa, foi o acréscimo da fase de Pré-Incubação que ocorreu, ainda no processo seletivo, antes do Pense Grande Incubação iniciar.  Nesse estágio, os empreendedores definiram uma hipótese em relação aos seus negócios e testaram a partir do MVP (Produto Mínimo Viável) Concierge. Dessa forma, eles iniciaram a Incubação já sabendo o que deu certo e errado. Com esses aprendizados e os conhecimentos adquiridos, durante essa primeira imersão eles fizeram desenharam um  protótipo de MVP e um planejamento de como irão executá-lo  nos próximos meses. Melania, empreendedora participante do encontro comenta que foi essencial fazer esse teste antes da imersão. “As hipóteses que eu acreditava que seriam os pontos alto do meu negócio, resultou no oposto. Chegar na imersão com um o MVP Concierge realizado, fez com que eu descobrisse os pontos negativos e positivos da minha ideia, onde estariam as maiores dificuldades e desafios. E assim, cheguei na imersão mais segura”.

Dentro da imersão os 32 empreendedores presentes também fizeram um levantamento da rede de contatos, de quem eles precisam para fazer o planejamento acontecer, e com quem precisam entrar em contato. “Para mim, um momento muito importante foi o de pitch e networking, rever nossas relações perante o negócio, relações potenciais. E não só para negócio, mas também para o pessoal, trouxe um sentimento de rever meus conceitos dentro dessas relações” conta Nell. Para a Verônica Maia, também assessora de empreendimentos da Aliança Empreendedora, essa avaliação sobre a rede é fundamental para o desenvolvimento dos empreendedores. “[Os participantes] saem com mais clareza de quem são, do que sabem e da rede de contatos que possuem de forma que agregue no crescimento do negócio,” completa.

Até o fim dessa edição, em fevereiro de 2020, os empreendedores terão mais uma imersão presencial, apoio financeiro para desenvolvimento de seus produtos/serviços, capacitações online e assessorias para orientá-los. E para quem tiver interesse em conhecer mais sobre o programa, pode acessar o site do Pense Grande.

Comentários