Aliança Empreendedora carregando
Blog
Sebrae dá prêmio para histórias de empreendedorismo feminino

Sebrae dá prêmio para histórias de empreendedorismo feminino

Realizado desde 2004, Prêmio Sebrae Mulher de Negócios reconhece histórias de mulheres à frente de pequenas empresas e de grupos associativos, em todo o País; interessadas têm até o dia 5 de dezembro para se inscrever

As empreendedoras e empresárias de micro e pequenas empresas do Paraná não podem perder a oportunidade. As inscrições para o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios estão abertas e seguem até o próximo dia 5 de dezembro. Com o mote “Sua trajetória pode abrir caminho para milhares de outras mulheres”, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas em duas categorias, uma para pequenas empresas e outra, para grupos associativos.

Para participar, as empreendedoras precisam preencher o formulário de inscrição, contando a sua história, destacando a criação do negócio, o desenvolvimento da ideia, e quais são as realizações e contribuições do empreendimento. As interessadas ainda devem preencher um questionário sobre características de comportamento empreendedor, novidade desta edição para ajudar as empreendedoras a medir seu perfil empreendedor.

O material para a inscrição, com as orientações de como escrever a história, está disponível no site www.mulherdenegocios.sebrae.com.br ou, ainda, nos escritórios do Sebrae/PR. O Prêmio Sebrae Mulher de Negócios já recebeu cerca de 14 mil candidaturas, desde a sua primeira edição, em 2004.

A premiação, uma iniciativa do Sebrae, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), é dividida nas categorias ‘Pequenos Negócios’, que elege as melhores histórias de proprietárias de microempresas e empresas de pequeno porte, e ‘Negócios Coletivos’, para empreendedoras de grupos de produção formal, compreendendo cooperativas e associações de pequenos negócios produtivos.

As empreendedoras do Paraná concorrem, nas duas categorias, primeiro à etapa estadual. As vencedoras vão representar o Estado na etapa nacional da premiação, que, além de prêmios e troféus, concede às duas primeiras colocadas, entre todas as finalistas, em cada categoria, uma viagem a um centro de empreendedorismo internacional.

O julgamento das histórias é realizado por avaliadores estaduais e nacionais, que utilizam como instrumento de avaliação o  Modelo de Excelência da Gestão, da FNQ, além do alinhamento aos conceitos de empreendedorismo do Sebrae.

A consultora do Sebrae/PR e coordenadora estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, Ammanda Macedo, diz que o Prêmio é uma maneira de reconhecer histórias anônimas de mulheres que empreendem com sucesso. “A premiação contribui para que as mulheres tenham o reconhecimento que merecem. Muitas têm histórias de luta e de superação. É uma forma de destacar e, também, homenagear mulheres que fazem tanto pelo País e por suas famílias”, observa Ammanda Macedo.

Segundo dados divulgados, em abril deste ano, pela Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor – GEM 2010, o Brasil conta com 21,1 milhões de pessoas à frente de empreendimentos em estágio inicial (TEA) ou com menos de 42 meses de existência. Desse total, 50,7% são homens e 49,3%, mulheres.

Para a Ammanda Macedo, no empreendedorismo, há um forte equilíbrio entre os gêneros. “Os números mostram a força do empreendedorismo feminino. As estatísticas do mercado profissional, especialmente no empreendedorismo, também mostram o espaço da mulher, que é igualitário. A diferença é que a mulher acumula funções”, avalia a coordenadora estadual.

Para se ter uma ideia da importância das histórias reconhecidas pelo Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, bem como o potencial dos exemplos revelados na premiação, Ammanda Macedo cita a empreendedora Patrícia Paz Silva Giordani, de Vilhena, Rondônia, sócia-proprietária da empresa Moura e Paz – Soluções Ambientais.

Patrícia Paz conquistou o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios edição 2010/2011, na categoria ‘Pequenos Negócios’. A brasileira foi selecionada como uma das dez finalistas do Prêmio Empretec para mulheres empresárias 2012, que é promovido pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).  A indicação foi anunciada no mês passado, e a empresária concorre com mulheres do Equador, El Salvador, Etiópia, Jordânia, Nigéria, Panamá, Uganda, Vietnã e Zimbabwe.

A empreendedora foi uma das três escolhidas pelo Sebrae Nacional para concorrer ao prêmio internacional. A UNCTAD é composta por 32 países e cada um deles faz suas indicações.

Inscrições

A inscrição no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios só será considerada completa a partir do preenchimento de todos os campos de ficha de inscrição, que deve conter o relato escrito da empreendedora e do questionário de autoavaliação das características do comportamento empreendedor.

Informações, as interessadas devem acessar o site do Prêmio, www.mulherdenegocios.sebrae.com.br. O regulamento da premiação também está disponível no site oficial da premiação. As inscrições são gratuitas e se encerram em 5 de dezembro, às 23h59.

Comentários