Aliança Empreendedora carregando
Blog
Microempreendedores apoiados pela Aliança Empreendedora conquistam 8º Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável

Microempreendedores apoiados pela Aliança Empreendedora conquistam 8º Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável

Concurso avalia projetos inovadores na área de empreendedorismo e sustentabilidade

Dois projetos desenvolvidos por microempreendedores apoiados pela Aliança Empreendedora conquistaram no mês de fevereiro, em diferentes categorias, o 8º Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável.

Um dos projetos foi com os microempreendedores Fábio Garcia, 34 anos, Adriano Stella, 29 anos, e Guilherme Cândido, 26 anos. O grupo foi selecionado na categoria Econômica – Pequeno e Micro Porte, como destaque e menção honrosa, pelo plano de negócio e gestão que desenvolvem desde novembro de 2014 com a Aquarela Jardins & Harmonia de Ambientes Ltda, em Curitiba-PR.

Ozires Geral

Fabio e Adriano foram apoiados pela Aliança Empreendedora no projeto Geração Y, em 2012, e atualmente participam com o sócio Guilherme, do processo de mentoria no Programa Geração Empreendedora, uma iniciativa também da Aliança Empreendedora, que busca empoderar jovens microempreendedores no Brasil por meio de capacitações, mentoria e acesso a microcrédito.

Fabio destaca que a premiação possibilitou um aumento na rede de contatos, o que leva desenvolvimento ao negócio. “O Prêmio é mais um reconhecimento ao empreendedorismo sustentável. Não há um prêmio em valores monetários, porém, temos autorização de uso do selo Ozires Silva em nossa comunicação, além de termos ampliado a nossa rede de contatos.”

Já o outro projeto selecionado na premiação e apoiado pela Aliança Empreendedora foi o Banco Comunitário Tupinambá, desenvolvido por Ivoneide Vale, e Marivaldo Vale, na Ilha do Mosqueiro no Pará, que conquistou o Prêmio na categoria de Empreendedor Social. O projeto já é desenvolvido há seis anos e tem o objetivo de facilitar o acesso a serviços bancários aos moradores da região. Além disso, também promove projetos de trabalho e geração de renda através do ecossistema da Economia Solidária, focados na superação da pobreza urbana e rural.

Ozires - Banco Tupinambá

O Banco Comunitário Tupinambá foi finalista do 2º Prêmio Aliança de Empreendedorismo Comunitário em 2012, recebeu a capacitação da Aliança, e além disso captou um projeto no Portal Impulso, site de crowfunding para microempreendedores da Aliança Empreendedora. No caso do Banco Tupinambá, o projeto captou R$ 3.980, que serão direcionados para a criação de três novos pontos de atendimento em outros locais da ilha do Mosqueiro.

Para Ivoneide a conquista do Prêmio foi um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Banco Tupinambá há seis anos na região. “Decidimos participar do Prêmio, pois, realizamos um trabalho pioneiro e diferenciado em uma região distante do Brasil. Com a premiação procuramos apresentar à sociedade as ações que realizamos em nossa comunidade.”

O Prêmio Ozires Silva é um reconhecimento ao empreendedorismo sustentável no estado do Paraná, sendo uma iniciativa do Instituto Superior de Administração e Economia – ISAE e do Grupo Paranaense de Comunicação – GRPCOM. O concurso avalia os melhores projetos nas áreas de empreendedorismo e sustentabilidade, que contribuam para o desenvolvimento da sociedade. Os inscritos são divididos nas modalidades: empresarial, comunidade acadêmica e pessoa física. Já os projetos, são separados nas categorias Empreendedorismo Econômico, Ambiental, Educacional e Social.

Aquarela Jardins & Harmonia de Ambientes Ltda

Adriano e Fabio se conheceram a aproximadamente quatro anos, quando participaram do projeto Geração Y, desenvolvido pela Aliança Empreendedora. Na época, ambos atuavam com negócios e propostas diferentes, porém, algum tempo depois se reencontraram Projeto Uaná, do ISAE, que apoia empreendedores, com Fabio integrando o projeto.

Participando do Projeto Uaná, Adriano conheceu Guilherme, aluno do Instituto e que tinha interesse na área de jardinagem. A partir de conversar informais, encontros para troca de ideias, Fabio, Adriano e Guilherme resolveram se unir no fim de 2013 no desenvolvimento do negócio Aquarela Jardins & Harmonia de Ambientes Ltda, empresa especializada em jardinagem.

Aliando os conhecimentos de cada um, reformularam a ideia do projeto pensando fora do modelo tradicional de negócio, transformando em algo inovador para a área tendo em vista a sustentabilidade. Procuraram em 2014 novos apoiadores, e iniciaram na Aliança Empreendedora um acompanhamento por mentoria, processo em que um empreendedor ou um especialista em gestão acompanha voluntariamente o desenvolvimento do negócio, com troca de experiências e ideias.

Em novembro de 2014, a partir de uma parceria com um investidor, conseguiram iniciar efetivamente o negócio. Apesar do pouco tempo de existência, a empresa já está contando com um aumento no quadro de funcionários e também em seus rendimentos. A ideia agora é de encontrar novos investidores para desenvolver ainda mais o aspecto inovação.

Banco Comunitário Tupinambá

Primeiro banco comunitário na região da Amazônia, o Banco Comunitário Tupinambá foi fundado em 2009 e é o pioneiro na região Norte do Brasil. Localizado na comunidade Baía do Sol, na Ilha de Mosqueiro-PA, tem como missão fornecer serviços bancários aos moradores da região, que por questões de distâncias regionais e falta de recursos financeiros, tinham grandes dificuldades nesse tipo de atendimento.

Já realizou mais de 31.000 operações bancárias e 610 operações de crédito com um volume de empréstimos de R$ 110.000,00. O Banco garante pequenos empréstimos para produção e consumo local, sempre com taxas mínimas de juros. O crédito para consumo na comunidade se dá através de uma moeda social própria, o Moqueio, cujo nome tem origem na técnica que os índios tupinambás utilizavam para conservar o peixe e a caça. Foi justamente da palavra Moqueio que se originou o nome da ilha de Mosqueiro. Hoje, a moeda social circula em toda comunidade da Baía do Sol, que possui aproximadamente sete mil habitantes, atingindo cerca de 96% dos empreendedores locais.

Comentários