Aliança Empreendedora carregando
Blog
Eco Cidadão na Gazeta do Povo hoje

Eco Cidadão na Gazeta do Povo hoje

Emenezildo Barbosa, catador que irá trabalhar no Lupa Luna

Hoje saiu uma matéria no jornal paranaense Gazeta do Povo, sobre como será feita a coleta de material reciclável no festival de música LupaLuna, dias 18 e 19 de maio em Curitiba. Quem fará a coleta, são duas organizações de catadores do Eco Cidadão, projeto da Aliança Empreendedora em parceria com a Prefeitura de Curitiba: Natureza Livre e Protetores do Meio Ambiente.

Segue a notícia completa:

Lupaluna fecha parceria verde

Lixo produzido durante os shows será separado e revertido a cooperativas de catadores por meio da instalação de uma unidade do programa EcoCidadão no Bioparque

Uma parceria entre o festival de música Lu­­paluna e a prefeitura de Curitiba vai garantir a limpeza do espaço onde são realizados os shows, a conscientização das pessoas para a separação do lixo e ainda um dinheiro extra para os catadores de duas cooperativas da capital. Com a instalação de uma unidade temporária do programa EcoCidadão no Bioparque, o lixo produzido nos dois dias de show será separado no próprio local e depois vendido pelas cooperativas, que ficarão com os lucros.

Além dos 20 catadores associados aos projetos EcoCidadão Natureza Limpa ou ao Protetores do Meio Ambiente, outras 50 pessoas trabalharão na limpeza do local do evento. “É um reforço à campanha para conscientização das pessoas sobre a separação do lixo, ao mesmo tempo que busca dar um valor para o material coletado, que virará renda para esses catadores”, explica Fábio Costa, gerente de projetos do Grupo Paranaense de Comunicação – GRPCom.

EcoCidadão

é um programa da prefeitura que possui 13 Parques de Recepção de Recicláveis, distribuídos nas áreas de grande concentração de catadores em Curitiba. Com o intuito de ajudar a organizar a coleta informal de materiais recicláveis, nos barracões do EcoCidadão os catadores cadastrados separam o lixo que recolhem nas ruas e o preparam para a venda. Toda a renda é revertida para os próprios catadores de acordo com o quanto cada um contribuiu em materiais recicláveis, em média R$ 750 mensais. O programa funciona desde 2007 e atende cerca de 320 cooperados que moram no entorno dos barracões.

Ingressos

Lupaluna 2012

Os ingressos do segundo dia estão chegando ao fim. Os preços variam de R$ 80 (meia-entrada pista promocional) a R$ 1.208 (valor da entrada inteira do passaporte para o Backstage). Já estão inclusos os valores da taxa administrativa de R$ 5 para ingressos individuais e R$ 8 para bilhetes tipo passaporte. Há ingressos promocionais para clientes Caixa Econômica Federal, Claro, Clube do Assinante Gazeta do Povo, Cartão Fidelidade Disk Ingressos, Cartão Qualidade e funcionários das empresas associadas à Amcham. Os bilhetes estão à venda nowww.lupaluna.com.br, no Disk Ingressos, pelo Call Center (41) 3315-0808 e em 37 pontos de venda no PR, SC e SP. Os valores estão sujeitos a alterações sem aviso prévio.

Um espaço de 100 m2 está sendo preparado para receber os catadores do EcoCidadão que vão trabalhar separando o material que será vendido. “A separação vai começar desde a catação, com alguns tambores para o lixo reciclável e outros para o lixo orgânico. Além disso, os catadores passarão entre o público recolhendo o material que for jogado no chão”, afirma Fábio. Todo o lixo coletado no Bioparque passará então pela tenda em que ficará o EcoCidadão, onde será feita uma separação mais fina e o preparo para o transporte até as cooperativas que farão a venda.

Segundo o gerente de projetos, essa será uma ação totalmente sustentável. “Em 2008 o Lupaluna foi criado com o conceito de conscientização ambiental como uma marca, um diferencial – Música e Natureza Fazendo Eco. Em 2011 amadurecemos o entendimento sobre a questão e tiramos a assinatura de consciência ambiental da divulgação porque isso tem de estar enraizado no evento”, fala.

Música

Entre os catadores que vão trabalhar no evento está Emenezildo Alves Barbosa, de 66 anos. Ele trabalha no EcoCidadão Natureza Limpa, que fica na Avenida Senador Salgado Filho, ao lado do Bioparque, e diz, sorridente, que adora a música. “Toda vida gostei de música e acho que vai ser muito bom trabalhar ouvindo os shows”, afirma.

 

 

 

Comentários