Aliança Empreendedora carregando
Blog
Campanha de financiamento coletivo da Aliança Empreendedora visa melhorar condições de trabalho na cadeia têxtil

Campanha de financiamento coletivo da Aliança Empreendedora visa melhorar condições de trabalho na cadeia têxtil

Com prazo até 30 de maio, arrecadação tem como meta R$ 30 mil para reformar oficinas de costura de imigrantes latino-americanos no Brasil. Qualquer quantia pode ser doada via cartões de crédito ou débito.

A causa trabalhista foi e ainda é motivo de mobilizações ao redor do mundo em prol de melhores condições de trabalho. Uma delas é o programa Tecendo Sonhos, criado pela Aliança Empreendedora, que tem como objetivo a promoção de relações dignas de trabalho na cadeia têxtil a partir do empreendedorismo, priorizando o diálogo com imigrantes latino-americanos residentes no Brasil. Suas ações são voltadas a proporcionar maior segurança e saúde aos trabalhadores frente aos altos riscos de acidentes e doenças que os ambientes da cadeia têxtil podem oferecer.

A iniciativa foi criada porque, mesmo que inúmeros direitos tenham sido conquistados – no caso do Brasil as férias, décimo terceiro salário, ambientes adequados e diminuição da jornada diária de trabalho -, ainda são muitas as pessoas submetidas a condições de trabalho degradantes, muitas vezes análogas à escravidão.

Problemas do passado e do presente, que marcam nossa história de conquistas e retrocessos. As longas jornadas de trabalho foram o principal motivo do conjunto de greves de operários norte-americanos em 1886. Chicago foi o centro do movimento, onde o confronto entre trabalhadores e policiais deu origem à Revolta de Haymarket. Anos mais tarde, foi escolhido o 1º de maio como o Dia do Trabalho em memória àqueles que morreram na ocasião.

Ações e resultados

Para causar impacto e cumprir seu propósito, o Tecendo Sonhos realiza capacitações de microempreendedores e reformas de oficinas de costura. Este ano marcou o lançamento de mais uma iniciativa, o Curso de Formação Prática Tecendo Sonhos. Iniciado em março, o processo prevê 12 encontros e um acompanhamento após o curso de mais 6 meses, somando oito meses de apoio com diversos módulos e acompanhamento também in loco. Ao todo, duas turmas de donos de oficinas de costura poderão aprimorar seus conhecimentos, totalizando 40 empreendedores imigrantes entre homens e mulheres.

No período de 2014 a 2018, as formações oferecidas pelo Tecendo Sonhos já impactaram mais de 300 donos de oficinas e cerca de um mil trabalhadores. Para aumentar ainda mais seu alcance e as oficinas atendidas durante os cinco anos da iniciativa, o Tecendo Sonhos escolheu o dia 28 de janeiro, Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, para lançar a campanha #DOETECENDOSONHOS.

Até 30 de maio, o programa receberá doações de qualquer valor. O objetivo da campanha é arrecadar ao menos R$ 30 mil, quantia que será investida na melhoria de 20 oficinas de costura de imigrantes, incluindo a compra de equipamentos de segurança, ergonomia e reformas da parte elétrica. As melhorias são fundamentais para atender a um dos princípios do programa: promover boas condições de trabalho na indústria de vestuário.

Participe

Até agora, 40% da meta de arrecadação foi alcançada, o que significa um levantamento de próximo de R$ 12 mil. A Aliança Empreendedora reforça a necessidade de engajamento de mais pessoas na campanha. Qualquer contribuição é bem-vinda, uma vez que ajudará a compor a quantia que será destinada a reformas das oficinas e manutenção do programa Tecendo Sonhos.

Doações de qualquer valor podem ser realizadas até 30 de maio via cartões de débito ou crédito diretamente no site do Tecendo Sonhos.

Comentários