Aliança Empreendedora carregando
Blog
Empreendedoras da rede Costurando o Futuro definem metas para 2016

Empreendedoras da rede Costurando o Futuro definem metas para 2016

Objetivo da Rede Costurando o Futuro é ampliar desenvolvimento dos grupos produtivos de costura a partir de parcerias e troca de experiências entre as empreendedoras apoiadas

A Fundação Volkswagen e Aliança Empreendedora entregam a terceira etapa do projeto “Costurando o Futuro”, que consiste em aprimorar conhecimentos das participantes sobre empreendedorismo na prática, por meio do incentivo a práticas empreendedoras.

Além do foco social e econômico, impulsionando a geração de trabalho e renda na comunidade, o “Costurando o Futuro” tem atuação ambiental, contribuindo para a reutilização e reciclagem do descarte de tecidos automotivos que iriam para aterros.

No último encontro da rede Costurando o Futuro, realizado no dia 29 de janeiro, empreendedoras que integram os grupos produtivos apoiados pelo projeto se reuniram pra definir os próximos passos para 2016 em um plano de ação, definindo questões relacionadas ao trabalho em grupo e a divisão de mão de obra para encomendas grandes.

O encontro foi realizado na Associação Gente de Bem, e reuniu 10 empreendedoras, que representam seis grupos produtivos de São José dos Pinhais e Curitiba-PR e municípios da região metropolitana: Associarte, Decore Art, Impacto Artesanato, Coparte, Associação Vale da Lorena, D’Mari Uniformes; além de três empreendedoras individuais.

2

A Rede Costurando o Futuro é composta por grupos de artesãs e costureiras que são apoiadas pelo projeto que compartilham entre si as experiências do projeto na formação empreendedora, e também tiveram a oportunidade de aprender a trabalhar com resíduos (uniformes e tecidos) da Volkswagen. São sobras de tecidos de estofamentos de carros e uniformes dos profissionais da fábrica da Volkswagen que seriam descartados. Os grupos produtivos reutilizam os materiais, criando peças exclusivas como: bolsas, acessórios e comercializam seus novos produtos.

Para Edilcinéia Camargo, artesã com o grupo Impacto Artesanato, o principal impacto em participar da Rede são as novas oportunidades que surgiram a partir da integração do grupo: “A Rede está ainda mais unida e motivada. O impacto que ela nos trouxe foi que por meio das amizades surgiram novas oportunidades para os nossos negócios, já que cada uma possui experiências diferentes que somam dentro da rede”.

Maurício Picanço, que é assessor de empreendimentos da Aliança Empreendedora, explica que com os encontros da Rede as artesãs tem se fortalecido como empreendedoras. “Os grupos encontraram oportunidades em trabalhar com os resíduos e a partir disso se dedicaram em criar produtos novos que tiveram uma ótima aceitação pelos seus clientes. Neste encontro de planejamento o grupo mostrou maturidade e “pé no chão” ao estabelecer metas reais e alcançáveis para continuidade do trabalho em rede, crescimento e novas oportunidades de trabalho com outras fontes de matéria prima”.

Saiba mais sobre o projeto Costurando o Futuro:

Projeto Costurando o Futuro abre inscrições para participação em Curitiba e região metropolitana!

Projeto Costurando o Futuro com a Fundação Volkswagen apresenta seus resultados em Curitiba

 

Comentários